Buscar

Dirigentes do Cooperativismo participam de reunião na ONU sobre igualdade de gênero


Para debater as questões de igualdade de gênero e empoderamento feminino, foi realizada a 62º Sessão da Comissão sobre o Estatuto da Mulher das Nações Unidas em Nova York

As presidentes dos comitês de igualdade de gênero da Aliança Cooperativa Internacional e da Cooperativas das Américas, Maria Eugenia Pérez Zea e Xiomara Nuñes de Céspedes, participaram do 62º Sessão da Comissão sobre o Estatuto da Mulher das Nações Unidas (CSW62) que foi realizada em Nova York.


O encontro mais importante das Nações Unidas para analisar o tema da igualdade de gênero está sendo realizado na sede da ONU em Nova York, entre os dias 12 e 23 de março de 2018. Durante as reuniões, o debate central será com o tema “Desafios e oportunidades para alcançar a igualdade de gênero e o empoderamento das mulheres e meninas rurais”.


Segundo a ONU Mulheres, menos de 13% dos donos de terras em todo o mundo são mulheres, e nas zonas rurais a diferença de salários entre homens e mulheres chega a 40% enquanto a média mundial é de 23%.


Durante muito tempo, os direitos, os meios de subsistência e o bem-estar das mulheres e crianças nas áreas rurais são ignorados e não são abordados suficientemente em leis, políticas, orçamentos e investimentos. Por outro lado, carecem de infraestruturas e serviços, trabalho decente e proteção social, e se encontram em uma situação mais vulnerável diante dos efeitos da mudança climática. A violência de gênero e as práticas nocivas seguem limitando suas vidas e oportunidades”, afirma ONU Mulheres.


Nas reuniões da CSW62 participaram representantes dos estados membros, entidades das Nações Unidas e as organizações não governamentais (ONG) credenciadas pelo Conselho Econômico e Social (ECOSOC), entre os quais a Aliança Cooperativa Internacional.


A presidente do Comitê da Igualdade de Gênero da Aliança Cooperativa Internacional, a colombiana Maria Eugenia Pérez Zea, e a presidente do Comitê Regional de Igualdade de Gênero da Cooperativa das Américas, a dominicana Xiomara Nuñes de Céspedes, desenvolveram uma intensa agenda de atividades, participando das reuniões oficiais do evento e mantendo encontros com autoridades e representantes das demais organizações presentes com o propósito de destacar o potencial das cooperativas no progresso em relação a igualdade de gênero e do empoderamento das mulheres nas áreas rurais.


Durante o segundo dia de reunião, Rodrigo Gouveia, diretor de Políticas da ACI foi um dos palestrantes do evento em paralelo de especialistas convocados pela ONU Mulher, a FAO e FIDA, com o título de: “Unidos em ação: a realização dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável com e para mulheres e meninas rurais”.


Em sua fala, Gouveia argumentou que as cooperativas são uma forma de garantir que as mulheres se beneficiem de uma maior riqueza, a partir da inclusão financeira. “A riqueza gerada pelas cooperativas permanece na comunidade, criando postos de trabalho locais e atividades sustentáveis. Como empresas baseadas em valores, propriedade de seus associados e controladas por eles, as cooperativas representam um modelo adequado para que as mulheres construam seu próprio futuro”, disse Gouveia.


Fonte: Easy Coop


0 visualização
Siga
  • Instagram
  • Facebook Social Icon
  • LinkedIn Social Icon
  • YouTube Social  Icon
Recentes