Buscar

Desafios e oportunidades do cooperativismo no pós-pandemia

Atualizado: 17 de out.

2022 - um marco para o setor, ampliando as possibilidades para a consolidação do modelo cooperativista



No ano em que globalmente celebramos a edição centenária do Dia Internacional do Cooperativismo (#CoopsDay), o tema instituído para 2022 pela Aliança Cooperativa Internacional (ACI) é bastante oportuno: cooperativas constroem um mundo melhor.

Pautando-se no princípio cooperativista Interesse pela Comunidade, enquanto o mundo atravessava a pior crise sanitária da história recente, as cooperativas de saúde se destacaram com iniciativas de impacto positivo para toda a comunidade, seja garantindo assistência, seja com ações de responsabilidade social.


Não restam dúvidas de que o modelo cooperativista traz consigo um grande potencial transformador. Isso porque, ao reunir voluntariamente pessoas com interesses semelhantes em prol de objetivos comuns, a cooperação contribui de forma significativa para o desenvolvimento econômico e social das localidades em que atua e para a valorização do trabalho de seus associados.


No Relatório 2021 Cooperativas e Desenvolvimento Social, da Organização das Nações Unidas (ONU), o secretário-geral da instituição, António Guterres, pontuou que, em muitos países, com o crescimento da demanda gerada pela pandemia, as cooperativas de saúde estavam preparadas para oferecer apoio e contribuir para aliviar as pressões enfrentadas pelos sistemas públicos.


Mais do que contribuir para o enfrentamento da pandemia, o cooperativismo se apresenta como um modelo fundamental para retomada das atividades em um momento pós-pandêmico. Nesse sentido, António Guterres, destacou que as cooperativas podem ser uma poderosa ferramenta para um enfoque centrado nas pessoas, visando a uma recuperação mais inclusiva, resiliente e socialmente justa, mas que, para o êxito das cooperativas, será preciso um esforço para a definição de um marco jurídico e regulatório coerente, sólido e de apoio, que integrem as características especiais do modelo empresarial cooperativo.


O momento é de grandes oportunidades para avançarmos na construção conjunta de propostas para a saúde e no aprofundamento dos debates acerca de soluções que contribuam para aprimorar a eficiência do setor.


O ano de 2022 se consolida, assim, como um marco para o setor, e amplia as possibilidades para a consolidação do modelo cooperativista, a partir de uma economia colaborativa que viabilize a sustentabilidade dos sistemas de saúde, com a oferta de serviços compartilhados entre a saúde privada e a pública, além da garantia de uma melhor qualidade de vida para as pessoas.


Seguimos! Somos mais que uma escolha financeira.


Fonte: portal Revista Apólice.

20 visualizações0 comentário
Siga
  • Instagram
  • Facebook Social Icon
  • LinkedIn Social Icon
  • YouTube Social  Icon
Recentes