Buscar

O Sicoob tem comprometimento com a sustentabilidade

Lançado o Plano de Sustentabilidade


As instituições financeiras são instrumentos capazes de incentivar uma economia pautada no desenvolvimento sustentável. Ciente do seu papel, o Sicoob lançou seu Plano de Sustentabilidade com ações e metas previstas até 2030.


O documento é um instrumento tático, cujo objetivo é fomentar práticas sustentáveis na organização. Com base nos compromissos assumidos com os stakeholders, reúne um conjunto de diretrizes e ações que vão aprimorar práticas administrativas e de negócios, com olhar direcionado para aspectos sociais, ambientais, climáticos e de governança.


Ele está estruturado em 7 compromissos, que se desdobram em 24 objetivos, e tornou-se público no último mês. As diretrizes permeiam todo o negócio de forma transversal, convergindo com a estratégia da organização.


O Plano traz uma visão integrada e holística, envolvendo a intensificação da difusão do cooperativismo para o fomento da justiça financeira e o fortalecimento da vocação econômica dos territórios nos quais o sistema está presente.


O tema sustentabilidade está vinculado diretamente à presidência do Sicoob, na qual o diretor presidente Marco Aurélio Almada é sponsor do projeto corporativo que originou o Plano de Sustentabilidade.


De acordo com o executivo, que esteve presente no evento de lançamento da Agenda de Sustentabilidade, esse é um tema que ganhou muito destaque nos últimos anos. “A prova material disso está sendo o empenho e cuidado com o qual a governança do sistema e o conselho de administração tem lidado com todas as questões que envolvem a sustentabilidade”, comenta.


O Sicoob já conta com extenso histórico de iniciativas voltadas ao assunto, com lideranças comprometidas com a pauta, assegurando a ética nos negócios e a proteção financeira dos seus mais de 6,4 milhões de cooperados.


Visando promover a inclusão financeira no país, em 2021, a instituição financeira cooperativa alcançou a marca de 2,4 milhões de cooperados das classes C, D e E. Isso significa 64% da base ativa. Além disso, os cooperados Micro e Pequenas Empresas (MPE) aumentaram em 150 mil, totalizando 965 mil cooperados nesse público no mesmo ano.


Ainda no mesmo período, proporcionou aos cooperados uma economia total de R$ 13,6 bilhões. Ela foi gerada, principalmente, pela diferença de tarifas, taxas e juros sobre empréstimos que praticamos com menor custo.


Essa economia beneficiou diretamente 4,3 milhões de cooperados ativos, entre pessoas físicas e jurídicas, aumentando o poder de compra de indivíduos e ampliando a disponibilidade financeira das empresas e de produtores rurais.


É só o começo, vamos juntos!


Fonte: site Sicoob Nacional.



8 visualizações0 comentário
Siga
  • Instagram
  • Facebook Social Icon
  • LinkedIn Social Icon
  • YouTube Social  Icon
Recentes