Negócios sustentáveis e o cooperativismo

06.07.2017

O cooperativismo como modelo de economia sustentável por promover o desenvolvimento das comunidades onde atua. Por Sandro Roque

 

Em meio às incertezas da economia no país e no mundo, é possível perceber a urgência da mudança nas relações de consumo e produção que priorizam o desenvolvimento responsável e benefícios a longo prazo. Diante deste cenário, o conceito de economia sustentável ganha força para identificar novas estratégias que permitem utilizar os recursos – sejam financeiros ou naturais – de forma eficiente e responsável.

 

Além de iniciativas que contribuem para o avanço da economia, a ampliação dos negócios sustentáveis ocorrerá a partir da responsabilidade social e ambiental das instituições e de uma mudança cultural por parte dos empreendedores, além da implantação de um modelo econômico diferenciado, como o cooperativismo de crédito.

O cooperativismo se mostra como um poderoso agente na geração de negócios sustentáveis, pois promove a participação nos resultados aos seus cooperados com taxas diferenciadas e interesse pela comunidade. No modelo cooperativista financeiro, o capital é apenas o meio para gerar soluções compartilhadas entre os associados, os quais são os verdadeiros donos do negócio.

 

No último dia 1º, será celebrado o 95º Dia Internacional do Cooperativismo. O tema deste ano, divulgado pela Aliança Cooperativa Internacional (ACI), destaca a inclusão e o compromisso das cooperativas de desenvolverem as regiões onde atuam, pautado pelo sétimo princípio cooperativista e praticado no dia a dia das instituições que trabalham com esse modelo.

 

A economia sustentável será realidade quando os recursos financeiros disponíveis passem a ser utilizados de forma responsável, não visando apenas o lucro, mas avaliando os riscos da operação para a comunidade local, sejam na atmosfera social, econômica ou ambiental. A médio e longo prazo, a atenção para esses itens possibilita um avanço no investimento da comunidade, além de proporcionar o bom funcionamento e viabilidade dos negócios.

 

*Sandro Roque é diretor executivo da Central Sicoob UniMais, instituição financeira cooperativa com mais de 40 mil cooperados, localizada no estado de São Paulo

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Siga
  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • LinkedIn Social Icon